De olhos bem fechados!

Sou branca, tenho nível universitário, casa própria. No mundo em que vivemos tenho muitos privilégios, mas nem por isso deixei de sofrer uma série de preconceitos e injustiças por ser mulher!

Perdi uma vaga de emprego numa “bigfour” porque era mulher. Perdi uma vaga de emprego num escritório de advocacia porque era mulher e perguntaram se eu aceitaria ganhar menos que o homem para a vaga ser minha. Fui assediada sexualmente pelo dono de um escritório muito conhecido na sua área com o conhecimento dos filhos do dono que lá trabalhavam. Perdi o próximo emprego num escritório famoso de tributário porque tinham medo da retaliação do sócio do escritório que me assediou. Passei por assédios mais leves na empresa que trabalhei e vi a promessa de mudar para a área dos meus sonhos ir para o lixo quando não dormi com o diretor da área. Passei por assédio moral no outro escritório de advocacia e tive problemas por não aceitar o assédio moral com os estagiários. Ganhava menos do que o advogado homem que tinha exatamente o mesmo cargo. Passei por mais assédio moral e perdi várias oportunidades de emprego por não baixar a cabeça para o sócio do escritório que saí. Recebia ligações estranhas de gerentes no hotel de treinamento da empresa a ponto de ter medo de andar sozinha e colocar cadeira na frente da porta a noite. Recebia as piores consultorias por ser mulher. Outras mulheres não aceitavam trabalhar comigo por causa das fofocas. E outras questões…

Em todos os lugares todos sabiam, ninguém nunca fez nada a não ser dizer que “fazer o que se eu era bonita” ou perguntarem “se eu não dava a entender algo”.

Sempre me senti mal com toda a invasão e quase culpada por isso.

Nunca senti que precisava de defesa, mas nunca concordei com as pessoas vendo as coisas erradas e se tornando omissas, não se importando e deixando os comportamentos abusivos perpetuarem, pois o que acontecia comigo não era o primeiro caso.

Ouvi muitas vezes “ele não é uma má pessoa, só é um pouco sem noção no campo profissional, não leve para o pessoal”. NÃO! As pessoas são o que são! Se o caráter delas no ambiente de trabalho é ruim então esse é o caráter delas. E sim, quando perco um emprego, quando ganho títulos pejorativos, quando as pessoas acham que minhas avaliações são boas porque estou indo para cama com alguém, quando ganho menos do que os homens, quando comentam que eu fui para a cama com pessoas que nunca ouvi falar, quando falam a meu respeito de forma desrespeitosa, quando sofro assédio moral ou sexual e tenho que ficar quieta por medo, quando é a meu respeito É PESSOAL SIM!

Isso fez parte de um momento anterior quando estava na advocacia.

Hoje me afastei desse mundo, mas ainda na minha nova profissão tem pessoas que se sentem no direito de me dar títulos, de achar que porque trabalho na área holística estou interessada em drogas, “sexo casual tântrico”, sou bruxa (isso hoje é um elogio, mas a maneira difundida não), que sou louca, enfim, outra profissão outras versões humanas.

Resolvi contar essas coisas, pois as pessoas sofrem preconceitos diariamente, preconceitos que me deixaram insegura de poder ser eu mesma por muitos anos!!!

Quando as pessoas deixam que os comportamentos nocivos continuem fechando os olhos elas permitem que esses comportamentos se tornem normais e permeiem os espaços. Então aquela “normalidade” se espalha e vai se tomando regra.

A maioria das pessoas que eu tive algum problema eram competentes no trabalho e isso justificava deixá-las em paz com seus comportamentos violentos. Então era melhor que as outras pessoas fechassem seus olhos bem fechados, assim todos poderiam fingir que as violências não aconteciam ou poderiam continuar com seus próprias violências.

Esse texto é apenas uma reflexão de como aceitamos que a violência entre na sociedade quando escolhemos fechar nossos olhos!

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s