Enquanto você dormia…

Enquanto você dormia… eu olhava admirada o milagre da vida, a perfeição que é você! Eu me perguntava se haveria sensação mais sublime que experimentar te olhar e contemplar a beleza, contemplar cada respiração, cada movimento.

Enquanto você dormia… eu olhava para a plenitude da vida! Eu via Deus na matéria e o universo explicado! Não havia nada além da grandeza do agora.

Enquanto você dormia… eu chorava escondido de cansaço, escondido de você e de mim, porque nem por um segundo você me cansou e sim minha inabilidade de deixar o controle do cotidiano e de fluir com o seu ciclo que nesse momento também é o meu!

Enquanto você dormia… eu me perguntava se estaria fazendo tudo errado, com tantos conselhos e opiniões externas contrários ao que você me ensinava. Eu questionava se estava ouvindo direito tudo aquilo que você me mostrava.

Enquanto você dormia… eu me envergonhava do doce que colocava na boca e me engordava. Queria estar perfeita pra você, mas não me importava como estava, eu sabia que você me amava.

Enquanto você dormia… eu não entendia como podia amar tanto alguém e como em tão pouco tempo descobri que a vida tem outro sentido com você.

Enquanto você dormia… eu olhava para a bagunça e me perguntava se seria capaz de deixar tudo arrumado para você algum dia. Me perguntava se você gostaria da casa, gostaria da vida que viveríamos juntas, das histórias e memórias que você teria.

Enquanto você dormia… eu pensava em todas as coisas incríveis que eu queria te ensinar e te mostrar e percebia que talvez você tivesse mais coisas incríveis para me ensinar e eu só estava aqui para te guardar e guiar.

Enquanto você dormia… eu me debatia com meus medos e certezas, percebia que eles diziam muito sobre mim e como era simples estar com você! Percebia que se deixasse meus medos de lado meu coração saberia me guiar e que poderia aprender o manual da vida com você.

Enquanto você dormia… eu descobria o quanto sou forte e o quanto sou frágil, descobria que poderia mover uma montanha por você, mas que algumas pedras no caminho são infinitamente menores que montanhas, mas são aprendizados que impedem que eu as mova, mas são pedras que eu vejo e preciso lembrar que você poderá voar.

Enquanto você dormia… eu me lembrava que a vida era magia e que toda troca com você era um ritual mágico de amor.

Enquanto você dormia eu sabia que deveria dormir também, aproveitar o momento e descansar, mas tudo o que eu queria era te olhar, dizer adeus aos conflitos e simplesmente me manter na sua presença!

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s