Definições e limitações

Sempre que apresento algo novo para a bebezuca digo o nome e conto um pouco sobre a coisa/objeto. Então um dia fui dizer o nome de um objeto e a energia dela mostrou que ela não queria saber. Mostrou que a experimentação de algo precisa passar por outros canais para assimilação. Várias experiências são importantes a partir da entrega do ser com o ato da experimentação, o puro estado de presença e conexão que permite o conhecer algo sem ser com a mente. Quando definimos e nomeamos imediatamente limitamos a experiência. Imediatamente nos afastamos da “fusão” dos nossos sentidos com algo para entrar no estado de julgamento, medição, comparação, análise (ferramentas da mente) e quanto mais conhecimento temos, mais análises e comparações são feitas. Assim, ao conhecer algo novo (ou apresentar algo novo para outro ser) experimente não saber, apenas experimente!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s