Posse

Reflexões em aberto… Explicando para bebezuca sobre enfeites no jardim e que não mexemos na coisas dos outros ouvi: o que são coisas dos outros?

Que frase interessante!!! Com essa simples frase entendi a não existência do conceito de posse, do apego pelas coisas para ela. Para explicar, foi necessário mostrar que tudo o que possuímos precisamos colocar nossa energia para sustentar. Foi preciso explicar o apego e o não deixar fluir. Foi preciso entrar em contato com a ideia de não compartilhar. Precisei entrar em contato com tantos eventos que envolvem a ideia de posse que no fundo entendi que um ser novo na terra não tem como compreender que essa posse só existe porque perdemos a confiança no divino, no fluxo do universo. Entrei em contato com o fato de estagnarmos uma parte da energia ao invés de deixar fluir.
Com tudo isso, cheguei em outra reflexão… no campo das experiências ficando ávidos a nos libertarmos das experiências ruins e tentamos possuir as experiências boas… também uma ilusão. Boa ou ruins deveríamos simplesmente deixar fluir, sem tentar manter o apego com uma ou outra experiência.
Enfim… apenas reflexões que foram geradas e enquanto me perdia em insights e ideia bebezuca já estava interessada em outras coisas e já havia liberado a necessidade de possuir esse entendimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s