Sinto falta dela

Num impulso sentei ao lado de meu gato. Ele tem alguns comportamentos que são desafiadores para mim e difíceis de entender, mesmo que eu me comunique com ele. Hoje não queria nada, só quis dar um pouco de amor para aquele gatão que tenho me sentido afastada nos últimos tempos, mas ao tocar nele imediatamente vi os miados de lamento, vi cenas da infância, o vi perdido longe da mãe e procurando por ela esperando que ela voltasse, vi aquele gatinho curioso perdido com medo e com fome esperando sua mãe que ele nunca mais veria novamente. Então o vi adulto, grande, ao meu lado senti do essa dor e essa falta. Eu disse para ele que sentia muito o fato da humana que o resgatou (@annekrohnpacheco) não ter conseguido acolher esse momento de dor, pois ela não sabia (inclusive sou muito grata a ela, por ter resgatado um gatito tão pequenino e acolhido com todo amor até que pudesse achar um lar para aquele serzinho faminto e ele também é). Também senti muito por não ter acolhido essa dor logo que o adotei, eu também não sabia. Sempre foram muitos miados, miados também na minha saída, mas nunca identifiquei ou o ouvi falar sobre isso. Então nesse momento, 7 anos após a adoção dele, que cheguei de coração aberto, sem intenção, pude acessar esse ponto tão profundo.
Só pude acolher sua dor, responder sua pergunta sobre sua mãe (que ele nunca mais a veria no plano físico), deixá-lo processar. Pude entender nesse momento alguns dos seus miados sofridos, ansiedade, vontade de comer, o desespero de querer amor e carinho, mas também a dificuldade de aceitar. Foram breves instantes, mas foi muito revelador para nós dois. Ele também vou em meu campo que eu também não verei minha mãe novamente, ela mudou de plano há 16 anos, me perguntou sobre a dor e nesse momento constatei que existem dores que nunca passam, apenas convivemos com elas. Ficamos em silêncio então ele olhou para todos da casa e percebeu as dores de cada um. Uma teve os filhotes retirados, a outra foi abandonada na rua, a outra também se desconectou da família. Nesse momento ele deu um suspiro e percebeu que temos uns aos outros e podemos nos apoiar e trazer amor nesse momento.
E então se levantou e saiu…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s